PLANTE UM HÁBITO, COLHA UM DESTINO

Aula 2: Como as empresas manipulam hábitos

 

Parabéns por chegar até aqui, mas sua jornada ainda não acabou. Depois dessa aula ainda restarão mais 1 vídeo e 2 surpresas imperdíveis

Portanto, foco e persistência para assistir à segunda aula, abaixo, e realizar o exercício proposto.

 

 Duração: 14 minutos
arrow right

EXERCÍCIO

 

Utilize dos comentários abaixo para refletir sobre a seguinte questão:

 

Seus hábitos financeiros atuais são fruto de escolhas conscientes, ou são altamente influenciados pelas pessoas com quem convive e pelo mercado?

 

coment3

  • Sônia

    Olá professor, tudo bem? Parabéns pela iniciativa deste mini curso. Como você disse no vídeo, “hábitos” não se mudam da noite para o dia, tudo demanda um certo tempo. Hoje percebo minha evolução após o Curso Mudança de hábitos financeiros. Como todos nós possuímos limites, ainda percebo que escorrego em algumas situações, como uma pessoa que quer emagrecer, começa uma dieta, está indo super bem, mas de repente se vê comendo uma caixa de chocolate. Então quando recebi o e-mail deste curso, resolvi participar destas aulas, afinal o aprendizado deve ser contínuo para quem quer melhorar. Um abraço e obrigada por estar sempre nos incentivando.

  • sonia

    Sobre o Exercício: Desejo eliminar o hábito de acabar comprando coisas por impulso e adquirir o hábito de pensar antes de comprar algo. Já comecei, mas ainda preciso melhorar muito a questão de economizar, guardar para o futuro.

    • Olá Sônia… O autoconhecimento, ou seja, o aprendizado sobre si e o controle emocional, são frutos de uma CONSTRUÇÃO CONTÍNUA. Sei de sua melhora nos últimos tempos e estou aqui para lhe ajudar no que for preciso. Espero que goste desse mini curso! Abração.

  • Ademir Tenfen

    Prof. Elisson, já tinha lido sobre como as empresas manipulam nossas mentes e hábitos para que compremos o que elas querem. Mas essa sua abordagem e informações adicionais foi muito importante. Vejo que isso também passa pela questão política, agora que estamos em período eleitoral percebemos como os candidatos usam a manipulação para ganhar votos. Mas voltando à questão para as empresas, a indústria alimentícia inclusive adota a estratégia de manipular os alimentos de forma que eles viciem as pessoas e passem a consumir de forma mais intensa. Existe até um livro que trata desse assunto (não lembro o título e autor). A saída passa pelo autoconhecimento (nossos hábitos), só assim poderemos nos “blindar” contra a estratégia empresarial que visa aprofundar o consumismo desenfreado e irresponsável.

    • É isso mesmo grande @ademirtenfen:disqus . Autoconhecimento, conhecimento e controle dos hábitos. Difícil, mas a única saída!!!! Abração mestre.

  • renata

    todos deveríamos ter hábitos financeiros ou quaisquer outros a partir de escolhas conscientes e pessoais, no entanto, a maioria deixa-se levar pelas outras pessoas e, o que é pior, conscientemente!!!!

    • Olá @disqus_gBWdguWRP1:disqus. O grande problema de nos “deixarmos levar” é que as coisas que realmente importam (nossas PRIORIDADES) acabam não sendo contempladas, no que tange ao planejamento orçamentário. Pensa-se: quando terminar o financiamento, ou quando sobrar uma graninha, eu faço isso ou aquilo. Mas os sonhos acabam sendo sempre adiados e nunca realizados. Não é mesmo? Abração e obrigado pelo comentário.

  • misael da Silva

    Boa noite.
    Gostaria de agradece por mais uma aula para nosso conhecimento, o mercado irá cada dia mais coloca produtos nas produtos nas lojas para pode vender, e os consumidores as vezes compra sem precisa do produto.
    Não falando mal dos MKT são pessoas que trabalha e estuda muito para mostra para vc que precisa do produto convence a compra. Mas como nós que estudamos graça a sua ajuda não iremos cai mais este conto de fada.
    Precisamos compra o que realmente precisamos e com isso teremos no futuro um pouco de dinheiro para investimos para a nossa aposentaria.
    Desde já agradeço.

    • Sou eu quem agradeço seu comentário por aqui @misael_da_silva:disqus… Forte abraço.

  • Sônia Chaves

    Aula espetacular professor! O mercado está ficando cada vez mais agressivo no que diz respeito a nos induzir a comprar. Obrigada por nos alertar sobre este tema. Que nossas compras sejam cada vez mais conscientes e pautadas realmente em nossas “necessidades” e não nos nossos desejos. Um abraço.

    • Fico muito feliz que tenha gostado Sonia. Realmente, é preciso estarmos preparados para suportar a avalanche de propagandas a que estamos sendo submetidos, e fazer o dinheiro cumprir sua tarefa de melhorar nosso bem estar. Forte abraço.

  • Glauco Bouéri Boueri

    Muito interessante a abordagem e exemplos, inclusive já tive a experiência em comprar nessa target, assim como tenho o hábito de pesquisar produtos esportivos em lojas do ramo via internet e responder a pesquisas (edit da vida) me ofereço desta forma de bandeja, preciso rever isto. Obg e até proxima.

    • Fico feliz que tenha gostado @glaucobouriboueri:disqus. Forte abraço e obrigado pelo comentário.

  • Alexander Marco Busnardo Priet

    A lição que fica é: hábitos são manipuláveis e o mercado conhece todas as técnicas para ser eficiente e eficaz nesta manipulação. Daí a importância de conhecermos tais técnicas, bem como, nossas fraquezas, pois, só assim poderemos desempenhar bem o papel de consumidores conscientes e nos prepararmos para todas as armadilhas deste mercado voraz e manipulador de nossos desejos inconscientes.

    • É bem por aí @alexandermarcobusnardopriet:disqus. Ter consciência de como as coisas funcionam para não sermos marionetes do mercado. Conhecimento = liberdade, não é mesmo? Abração.

  • Cássio Henrique

    Parabéns!!! De ÓTIMO proveito

  • Débora Ferreira

    Com certeza hábitos os quais quero eliminar, são frutos das ofertas recebidas pelo mercado os quais não deixam tentados, o fazendo adquirir sem planejamento.

    • A compreensão sobre esse fato é o primeiro passo para a mudança. Parabéns pela reflexão sincera. Abração Débora.

  • Laura Fraga

    Professor, bom dia! Aula bacana!! Sempre acompanho seus vídeos e quero te parabenizar por este trabalho. Faço Ciências Contábeis e gosto muito de estudar sobre finanças pessoais e ainda não tinha visto uma abordagem sobre mudanças de hábitos tão fácil de compreender. Parabéns, obrigada e forte abraço.

    • Olá @disqus_V066XdtyWd:disqus. Fico muito feliz com suas palavras e isso me inspira a continuar trabalhando para espalhar educação financeira, para cada vez mais pessoas. Abração.

  • Nayara

    Meus hábitos nem sempre são tão conscientes não posso ver uma placa de ‘PROMOÇÃO’ e mesmo q ñ esteja precisando do produto parece q a ‘placa me chama’ rsrss também fui muito influenciável pelo meu marido gastão, pois qdo era solteira era bem mais consciente e conseguia economizar, ou seja ele conseguiu me mudar e eu ñ consigo mudá-lo, me preocupo pois tenho filhos e já estão pendendo ao consumismo.

    • Aproveitando o ensejo, no meu curso Mudança de Hábitos Financeiros tenho uma preocupação muito grande com essa questão familiar. Se quiser saber mais, @disqus_LhG7uLgR9w:disqus, entre em contato. Abração.

  • Nayara

    Tem um significado de consumismo que encontrei que gostaria de compartilhar com vcs para nossa reflexão: CONSUMISMO é o ato de comprar o que vc não precisa com o $ que vc não tem, para impressionar pessoas que vc não conhece, afim de tentar ser uma pessoa que vc não é.

  • Marcelo Azevedo

    Eu sou trabalhador autônomo, como disse um grande amigo, quem trabalha por conta própria acorda todos os dias sem emprego. Essa minha condição de trabalho me ajudou muito a não fazer dívidas.

    • 🙂 Nunca tinha ouvido essa, @disqus_OwoRx9HFDE:disqus. Forte abraço.

  • Denise Faro

    Meus hábitos hoje são mais conscientes, mas tem muita coisa pra melhorar ainda. A influência da família é muito grande e do mercado principalmente no que atinge o emocional, como por exemplo, datas comemorativas, dia das crianças, natal, dia das mães e pais… Enfim, é complicado mudar de hábito quando todos contam com seu antigo comportamento. Mas tudo é uma questão de consciência e foco na meta 😉

    • Vou além @denise_faro:disqus. Sendo uma pessoa mais forte, conseguirá inspirar as pessoas ao seu redor a melhorarem suas finanças também. Sair do mundo das aparências e focar no que realmente é significativo e duradouro. Abraços.

  • Carolina Lauria

    Infelizmente ainda sou bastante influenciada (de um modo bem geral). Já melhorei um pouquinho, mas sei que ainda estou muito longe do que gostaria. Tenho filhos bem pequenos ainda, e não gostaria de passar essa mal hábito para eles. Sou otimista e sei que vou mudar antes que esse consumismo desenfreado contamine-os.
    Abraço!!

    • Educar financeiramente os filhos, no mundo que vivemos hoje, é uma herança e tanto… Abraços @carolinalauria:disqus.

  • Regina Simião

    Somos influenciados diariamente e inconscientemente, por isso agradeço sua brilhante explicação para que eu possa realmente tomar as rédeas da minha vida financeira.

    • É isso aí Regina. Continue acessando as aulas e verá que muita coisa boa vem por aí. Forte abraço.

  • Eduardo Fradeimberze

    Meus hábitos financeiros são fruto de muita consciência no consumo, sempre penso muito antes de adquirir qualquer coisa.

    • Do meu ponto de vista, isso é ÓTIMO @eduardofradeimberze:disqus. Abraços.

  • Ruth Moreira de Oliveira

    Diante dos argumentos mencionados na aula 2, percebi que no fundo sou influenciada sim. Talvez em um pequeno %… mas, com certeza, algumas coisas compro por está no meu caminho.

    • Olá @disqus_t8xT76IIPm:disqus. Em certa medida, todos somos pegos por essas armadilhas de marketing. O problema é não se dar conta que, se isso ocorrer de maneira desproporcional, as finanças acabam sofrendo muito com isso. Os objetivos verdadeiros nunca são conquistados. Obrigado pelo comentário e sigamos em frente.

  • Gileno Souza

    Ola professor, depois de ver o video, digamos que meus habitos atuais sao influenciados, por amigos e familares e pouco por empresas.
    Por isso é importante tomar as redeas da propria vida pois senao tomarao por voce, confesso que cada vez mais tenho melhorado espero assim continuar. Abraços

    • É isso aí @gilenosouza:disqus. O conhecimento nos traz novas perspectivas de encarar a vida, nos transforma e é isso que esse curso está buscando oferecer. Um forte abraço e espero-lhe na aula 3.

  • Ane

    Pouco pouco estou deixando de consumir e realmente quando consumo é por escolha própria.

    • Creio que essa seja a melhor opção, não é mesmo @disqus_J5IANai0ip:disqus?

  • Claudia

    Na maioria das vezes, meus hábitos financeiros são frutos de escolhas minhas, porém as vezes, é influenciado pelo mercado

    • Olá Cláudia. Às vezes ocorre de comprarmos algo por impulso ou por influência do mercado. O que não pode é prejudicarmos nossas finanças APENAS agindo dessa forma. É preciso que o rumo de nossas finanças fique em nossas mãos. Abraço.

  • nilza gomes de araujo

    na maioria das vezes são influenciados pelo mercado

    • É por isso que (auto)conhecimento é tão importante para as finanças pessoais. Precisamos nos proteger, não é mesmo @disqus_aqwwm3ppYh:disqus? Abraços e obrigado pelo comentário.

  • Fernanda

    Apesar deu ter costume de pensar antes de comprar, eu sofro influencias externas com certeza.

    • Todos sofremoes @disqus_whiE836XzG:disqus. O importante é saber em que grau e se isso atrapalha a conquista de objetivos. Nesse caso que precisamos colocar o dedo na ferida. Abraços.

  • Raphaelly Da Silva Torres

    a investigação que sofremos me deixou assustada, e agora entendo porque me ligaram oferecendo parcelamento da minha fatura com juros menores, depois de eu já ter feito um parcelamento´, eles perceberam que houve compras depois do parcelamento, ia ficar a compra + saldo financiado+ juros do saldo financiado + juros refinanciado. o atendente disse que eu tinha que fazer porque eu tava descontrolada com as minhas dividas e que se eu num fizesse isso eu ia entrar numa bola de neve.
    imagina como me senti ao ouvir isso!!! assumo que sou influenciada, e que só com muita desconfiança, conseguimos dizer não, mas é preciso mais do que vontade, a ofertas as vezes são irresistíveis, como resistir?

    • Como resistir @raphaellydasilvatorres:disqus? Revendo seus paradigmas financeiros e se reconstruindo. Em breve você receberá por e-mail uma dica sobre como fazer isso… Forte abraço e parabéns pela força de vontade!

  • Patrícia Aparecida

    Meus hábitos são influenciados pelo mercado. Mas este vídeo me ajudou muito a identificar onde estou errando me ensinando coisas que eu nem imagina, Obrigada!

    • Opa @disqus_ptUchComp4:disqus. Fico feliz que tenha gostado. Espero que continue firme nesse curso! Abraços.

  • Matheus Rodrigues

    Meus hábitos atuais já estão mudando, porém ainda existem resíduos do mercado influenciador à minha volta. Acredito que comecei dedicar-me a cuidar melhor do meu dinheiro de forma consciente, mas ainda existem obstáculos a serem superados! Grato pelas aulas! Estou conciliando bem hábitos financeiros com o clube dos poupadores. Parabéns! Aguardo o próximo vídeo.

    • Sou eu quem agradeço a visita por aqui, Matheus. Espero que realmente goste do próximo vídeo. Forte abraço.

  • Israel Ruiz

    Agora sei porque o Banco me libera tanto credito…mesmo eu utilizando o especial. Mas como sair deste vicio?

    • Olá @disqus_U3l4K0rp58:disqus. É preciso fazer uma releitura da vida e mudar paradigmas. Ainda vamos chegar nisso, com certeza. Abração e continue seus estudos.

  • Paulo

    Antes o banco me empurrava alguns produtos e eu aceitava. Tomei prejuízo algumas vezes. Já melhorei bastante e penso melhor agora, não me deixando levar.

    • É isso aí @disqus_FJ8h5stR1P:disqus. O conhecimento é sua maior arma para conseguir tomar boas decisões financeiras. Abração e obrigado pelo comentário.

  • Sebastiao

    Sou influenciado comprar pelos commerciais.
    Tenho lutado pra deixar disso. Uma medida foi cortar o cartão de credito. Estou aqui para em 2015 focar em poupar ao invés de gastar. Obrigado pela ajuda.

    • É isso aí @disqus_6jmUfwrYjN:disqus. E eu estou aqui para lhe ajudar… Como sempre digo: “vamos que vamos”, rudo a um 2015 com novos hábitos. Abração.

  • azunav

    Adorei o video, muito obrigada! Percebi o qquanto somos induzidos ao consumo de maneira desenfreada. Quero com sua ajuda por limites aos meus gastos, e principalmente ter domínio quando comprar qualquer coisa. Abraços!

    • Estamos aqui para ajudar @azunav:disqus… continue perseverando nas aulas. Abração.

  • Ricardo

    Meus hábitos financeiros são frutos de escolhas conscientes. Que espero, através deste curso, conseguir mudar.

  • ze mario

    muito bom Elieson.grato

  • ze mario

    meus hábitos são frutos de minhas escolhas e atuais condições.

  • Adriana

    Parte dos meus hábitos são influenciados pelas pessoas.

    • Olá @disqus_197rWfdJml:disqus. Agora é refletir quanto desses hábitos influenciados por terceiros atrapalham ou não suas finanças. Se a influência for significativa, algo tem que ser feito. Forte abraço e continue seus estudos.

  • Claudia Lellis

    Meus habitos são influenciados por varios fatores, inclusive pelas pessoas q convivo.

    • Isso é normal @claudialellis:disqus. Só precisamos ficar atentos se essa influência não está causando grandes impactos, à medida que faz não sobrar dinheiro para objetivos maiores. Se tais influências estiverem atrapalhando, será preciso se reconstruir. Abração e continue perseverando.

  • Graziele

    Infelizmente muitos dos meus hábitos foram adquiridos querendo agradar e tentar ser igual a outras pessoas, ou seja, tentar levar uma vida que não é minha.

    • Olá Graziele. Não querendo fazer propaganda, mas já fazendo, possuo um curso online que trata exatamente dessa reconstrução interna. Mas em tempos, você saberá mais sobre ele. Não deixe de ler os próximos emails. Abração e parabéns pela coragem em enfrentar o problema.

  • Sil Leares

    Meus maus hábitos foram adquirido em querer ter mais do que posso ter, e satisfazer e agradar aos meus filhos, pelo motivo que se eu ñ tive quero q eles tenha, e assim acabo gastando mais do que posso ou dando a eles uma realidade financeira que ñ é a que temos.

    • Olá @silleares:disqus. No curso que vou lançar em poucos dias (e você vai ficar sabendo por e-mail), 3 etapas discutem exatamente essa sua questão, bastante comum entre os chefes de família. Somos levados a crer que consumir muito é sucesso. Quando na infância só vemos os outros tendo coisas e nós não, ao termos nossos filhos, queremos dar a eles tudo o que não tivemos. Resultado, os deseducamos financeiramente e ficam fadados a ter uma vida de trabalhar pelo dinheiro, pagando contas… É preciso, o quanto antes, reverter essa lógica. Com o tempo, tudo isso ficará mais claro. Abração e obrigado pelo comentário.

  • Maria Cristina Rocha

    No momento meus hábitos tem sido frutos de minhas escolhas conscientes, mas até início de 2014, eram totalmente influenciados pelo mercado e outras pessoas…

    • Parabéns @mariacristinarocha:disqus. Agora é ir refinando e construindo uma base bastante sólida, para que isso perdure para sempre e que possa inspirar os outros membros da sua família a conquistarem também sua autonomia. Abração.

  • Danielle Cazaroto Thomaz

    Olá Professor, tudo bem?
    Confesso que grande parte dos meus hábitos financeiros são frutos de decisões conscientes e a outra parte (menor) influenciada pelo mercado, afinal de contas hoje existem tantas facilidades e modernidades que não conseguimos nos desvencilhar…sempre queremos algo melhor, mais bonito.
    Eu estou numa fase maravilhosa da minha vida, sou mãe de um lindo garoto de 7 meses e com isso acabo gastando mais do que realmente preciso pois acabamos comprando com os olhos e não por necessidade… uma roupa nova, um brinquedo, uma mamadeira… e assim vai o dinheiro. Pior ainda é quando vamos ao mercado com a lista pronta e sempre surge algo no carrinho que não estava na bendita lista.
    Antes de ter o bebê eu comprei muito por impulso; hoje nem tanto, vejo a ocasião e a necessidade. Hoje faço escolhas mais sensatas pois estou escolhendo a melhor forma para investir um dinheiro para o futuro do meu filho…tesouro direto, previdência privada, etc…ainda estou pesquisando.
    Mas mesmo me controlando ao máximo sempre fico querendo comprar algo pro bebê ou pra casa… isso é um vício.

    • Olá Danielle. Esse é um momento MUITO importante para adquirir bons hábitos financeiros, pois seu garoto vai precisar de uma mãe bastante consciente para lhe ensinar a viver num mundo com muito mais incertezas que o atual. Cada vez mais vai aumentar a importância de quem sabe gerenciar o dinheiro, tem disciplina e pensa no longo prazo. Portanto, continue perseverando em aprender e você verá que colherá bons frutos. Abração.

  • Luis Henrique Pereira

    Diria que meus hábitos estão nas duas categorias, parte influenciado pelo convívio e pelo mercado e parte, a menos confesso, por escolhas conscientes. E pensando nisso estou tentando diminuir o estímulo externo do consumo, evitar sites de compras ou e-mails promocionais, por exemplo.

    • Para tal, Luis, será preciso um realinhamento dos paradigmas e se habituar a decidir baseado em princípios e prioridades. Ainda veremos muita coisa sobre isso ao longo do caminho. Abração.

  • Mariana Ramos

    Estou em processo de mudança para hábitos mais conscientes, mas ainda sou influenciada pelo mercado.

    • Então está no lugar certo Mariana. Vamos pensar em como podemos melhorar ao longo do curso. Abraços.

  • Wallace Eduardo

    ultimamente tenho tido controle próprio, muito por conta do desejo que venho tendo a algum tempo de melhorar minha vida financeira. tenho sido vigilante e atendo e venho tentado agora adaptar em minha vida o hábito de gastar menos do que ganho e passar a poupar e investir.

    • O negócio é fortalecer a si, a cada dia, nossas convicções e transformar isso em atitudes sólidas. Estamos juntos nesse processo… Abração.

  • Noelson

    Hoje tenho muitos habits que nao tinha a um ano atras devido realmente a outras pessoas, mais o que mim deixa feliz é que são habitos melhores do que tinha, então vivo em uma eterna balança quando algo é bom adquiro como habito, quando não e tao bom assim, tento excluir, esse curso é um bom exemplo, virou um habito, todos os dias o procuro em meu email.

    • Olá Noelson… fico muito feliz que tenha considerado esse curso um BOM HÁBITO. Espero continuar agradando e que possamos continuar esses estudos em 2015. Abração.

  • Nelson Dias

    Os meus hábitos atuais são frutos da minha própria escolha. Certo dia, em uma conversa informal, me foi dito o seguinte: o que pode ser bom para você não quer dizer que tenha que ser para todos, partindo desse princípio é que comecei a fazer as coisas por mim e não pelo que os outros pensam ou fazem.

    • Acrescento uma coisinha apenas Nelson. Também é importante que a gente se conheça bem, para que as coisas a serem feitas sejam as melhores possíveis. Abração.

  • newlife

    Creio que os meus hábitos financeiros sejam influenciados pela sociedade de consumo desenfreado.

    • Então que tal, a partir de agora, mudarmos esse jogo @disqus_2JPFc5JPQh:disqus? Topa encarar esse desafio? Abração e obrigado pelo comentário.

  • Ana Claudia Coimbra

    Ultimamente tenho buscado me conhecer. E nessa busca pude perceber como perdi tempo e dinheiro fazendo oq os outros gostam, fazendo oq os outros acham certo. Então eu sim, fui muito influenciada pelos outros, mas hoje tenho buscado me conhecer bem pq quero buscar oq faz bem pra mim, oq de fato é minha vontade.

    • Olá @anaclaudiacoimbra:disqus. Senti um pouco de tristeza em sua escrita, mas deveria estar radiante e feliz. Agora você está prestes a começar a se libertar de algumas amarras e progredir. Conte comigo no que precisar. E se achar interessante um acompanhamento mais de perto, faça sua inscrição no curso Mudança de Hábitos Financeiros antes que esse ano termine. Abração.

      • Ana Claudia Coimbra

        Obrigada Elisson! Sobre o curso eu já comprei o curso no meio desse ano! E sim eu fiquei um pouco decepcionada comigo ao ver que nem mesmo sabia oq me fazia feliz, foi um tempo pra eu me recuperar, tenho aprendido muito nesse tempo, tenho me conhecido muito e sei que tenho muito mais a aprender. E seus conteúdos tem sido muito valiosos pra mim, muito importante! Tudo isso tem feito uma grande diferença na minha vida. Abraços

        • Resposta rápida: GANHEI MEU DIA… Obrigado por essa alegria, conte comigo no que precisar e um ótimo final de ano pra você!!!!

          • Ana Claudia Coimbra

            Obrigada Elisson! Desejo o mesmo pra vc um ótimo final de ano!

  • Horácio

    O mau hábito que tenho de manter meu dinheiro em conta corrente se deve a preocupação de que em uma necessidade disponha de imediato do dinheiro, portanto, o hábito adquirido desde que meus filhos eram pequenos.

    • Olá Horácio. Não há nada de mal em manter uma reserva para emergência na conta corrente. O problema é não se ter o controle de quanto e sobre “o que é emergência”? Abraços.

  • Rosiane Lima

    Não sei sou meio paranoica, mas para eu comprar algo, pesquiso várias vezes, por meses até, para poder achar aquilo que se encaixe no meu orçamento, seja de qualidade e verdadeiramente, útil. Me acho muito indecisa… é isso.

    • Pesquisar é uma QUALIDADE @rosiane_lima:disqus. Mas se algo lhe incomoda nesse processo, a ponto de se achar indecisa, ainda precisa refinar esse processo. Tenho o curso Mudança de Hábitos Financeiros que trata muito bem dessas questões. Qualquer dúvida, volte a escrever. Abração e obrigado pelo comentário.

  • Seba Silva

    Legal essa análise dos marketeiros. Essa gente faz faculdade pra levar nosso dinheiro impondo hábitos de consumo aos incautos. Gosto de vigiar minha caixa de e-mails e descadaastrar todos os e-mail de propaganda. Evito assistir TV, principalmente canal aberto por causa do apelo promocionais e as mensagens subliminares. Hoje no portão de casa ja não se colocam mais tantos folders e papéis de oferta de consumo, meus agradecimentos a campanha ecológica que nos poupou da enxurrada de papéis em nossa casa e poluição visual pelas cidades e rodovias. As epocas de festas que parecem aumentarem a cada ano, dia das criancas, dia dos namorados, dia das maes, dia dos pais, dia dos avos, dia das mulheres, dia da pascoa, dia de carnaval, dia de reis, dia das bruxas, dia de finados, dia de natal, dia de ano novo, dia do amigo, dia da secretaria, dia de acao de gracas, dia da arvore de natal, dia da mentira, dia do amigo secreto, dia de cortar e jogar fora o cartão de crédito, dia de rasgar o talão de cheques, dia de pôr as finanças em dia começando pela quitação das dívidas, dia de combater o vilão do seu bolso o monstro do consumismo.

    • Dia de fazer um curso sobre hábitos financeiros e mudar o rumo de suas finanças, não é mesmo amigo @sebasilva:disqus? 🙂 Abraços.

    • Vera Jordao

      Amei, peço autorização para compartilhar no meu face!! Objetivo abrir a mente e a visão das pessoas, pois penso igual a voce!

      • Seba Silva

        Autorização concedida Vera.
        Que bom bom que vc gostou.
        Precisamos desvendar essas
        mentes que nos influenciam e
        nos escravizar com seus truques
        cada vez mais argilosos e nos
        levam a viver endividados.

  • Alessandra Prata Strazzi

    Por um lado é bom esse tipo de marketing direcionado. Dessa forma, chegam a mim mais ofertas que possam me interessar verdadeiramente e menos ofertas “nada a ver”. O importante é ter consciência disso para fazer a decisão com verdadeira liberdade e não por manipulação!

    • Nesse ponto é tão importante a definição de prioridades e objetivos, para que as decisões de consumo sejam conscientes, não é mesmo @alessandrapratastrazzi:disqus? Abraços

  • Gilberto Terra

    Eu procuro fazer minhas escolhas de forma consciente e não me iludo com promoções que recebo por email, mas é impressionante como o mercado conhece os nossos hábitos. Eu procuro desconectar de facebook e emails quando vou pesquisar algo no buscapé ou qualquer outro site de pesquisa de preço, porque depois vira um “inferno” com tantos anúncios.

    • Olá @gilbertoterra:disqus. Não sou do ramo do marketing digital, mas sei que existe um sistema em que, ao clicar num anúncio ou entrar numa página, um proxy é instalado no seu micro. Daí, em vários sites onde entra, ficam aquelas propagandas daquele site original te perseguindo. Para se livrar disso, é só limpar os proxy do seu navegador. Não sei se fui claro… Abração e obrigado pelo comentário.

      • Yamamoto Yoshiko

        Perdão, mas o que essas propagandas instalam no computador não seriam os cookies? Se usa o irefox (mas acho que qualquer navegador tem essa ferramenta), é fácil deixar programado que o navegador se encarrega de limpar esses rastreadores sempre que fecha o aplicativo.

        • Nossa, que gafe @yamamotoyoshiko:disqus. Já corrigi meu erro!!! Obrigado.

  • Renata Miranda

    Vivo de pensão alimentícia portanto minha renda é focada nas despesas mensais e só.
    Não sou de gastar por impulso e nem me deixo levar por promoções mesmo pq não tenho dinheiro de sobra. Tudo o que preciso comprar que está fora do orçamento, faço um planejamento com um mês de antecedência e procuro usar meu cartão só mesmo em último caso.

    • Isso é muito bom de ler, @disqus_tXSZ5Ea7ih:disqus. Devido às circunstâncias, teve que aprender “na marra”, a organizar as finanças de modo a não contrair dívidas. Mas, conforme seu próprio depoimento na primeira aula, sempre dá para melhorar alguma coisa. Principalmente em relação ao autoconhecimento e segurança nas decisões tomadas. Abração e até a próxima aula.

  • eu acho que meus hábitos atuais são um misto de ambos, mas foi muito bom saber disso para me policiar e prestar mais atenção se não estou me deixando levar pelos apelos consumistas e me moldando aos gostos do mercado, em vez de atender minhas necessidades.

    • Belíssima reflexão @wallysou:disqus. Fique atento aos seus hábitos e confira em que ponto de encontra. É diagnosticar para depois tratar o mal. Abração e parabéns pela contribuição.

  • devedor

    Meus hábitos financeiros é cultural, acho que vem desde o nascimento, carregamos na carga genética algo que herdamos que de nosso pais. Daí para ser influenciado pelo convívio e pelo mercado é um pulinho.

    • Cultural até pode ser, mas genético… aí são outros quinhentos né Devedor!!!!!!!! 🙂
      A saída é uma releitura de seus paradigmas e pautar-se em princípios e prioridades para decidir melhor.
      Veremos isso ao longo dos próximos e-mails que irá receber. Abração.

  • FABIO SOLTER

    Meus hábitos financeiros são na sua maioria conscientes, pois tento racionalizar a questão.

    • Isso é muito bom @fabiosolter:disqus. Mas sempre é possível melhorar mais, não é mesmo? Abração.

      • FABIO SOLTER

        Sem dúvida ! Kaizen ! Melhoramento contínuo. Sempre há o que melhorar ! Algumas coisas citei no vídeo 1 ! Maior controle é um desafio. Controle detalhado ! Abraço e obrigado pela aula grátis !

  • Luzia

    ou são altamente influenciados pelas pessoas com quem convive e pelo mercado.

    • Agora é o momento de mudar esse caminho, fazendo com que suas decisões de consumo reflitam quem VOCÊ É… Conte comigo nessa jornada Luzia.

  • Rene

    Meus habitos financeiros são frutos exclusivos de minhas decisões, tanto os bons habitos, como consultar o gerente do banco para fazer ou trocar de investimento, como os maus habitos, como comprar uma ferramenta novinha em folha só porque é mais eficiente ou eronomica que aquela que já tenho em casa e se presta para o mesmo trabalho.

    • Olá Rene. Então agora é aprender a eliminar os maus hábitos (ahhh, em tempo, o gerente do banco, na maioria das vezes, não é a pessoa melhor indicada para sugerir bons investimentos…). Abraços e parabéns pela iniciativa em fazer esse curso.

  • Luciene Martins

    Vejo que essas informações não são novidades para mim….agora quero desenvolver um dispositivo para aplica-las….Preciso de ajuda…

    • Olá Luciene. Se entendi bem, vc queria um dispositivo para não cair nessas armadilhas, é isso? Abração e obrigado pelo comentário.

  • Sergio

    Acredito que minhas escolhas sejam conscientes , porém influenciados de maneira simples, inconsciente influenciados pelo mercado e até pelas pessoas. em resumo voce pensa que faz, que escolhe , mais somos fruto do meio em que vivemos.

    • Olá @disqus_aoZXL0ecNL:disqus. Concordo que muitas pessoas são fruto do meio em que vivem, mas isso não precisa ser uma regra. Muitas pessoas transformam o ambiente em que vivem e agem pelo que acreditam. Acho interessante conseguirmos conciliar o que é cultural com o que realmente é importante para nossas vidas. Abração e obrigado pelo comentário.

  • Juju

    Consciente , tentando melhorar !!!! Mas tenho dificuldades de lidar com valores! As vezes penso que não vou aprender!!!

  • Paty Santiago

    Acho que os meus hoje são pelas pessoas e mercado.

    • Então vamos mudar isso no médio e longo prazos @patysantiago:disqus? Conte comigo para tal. Abraços e continue seus estudos.

  • Cristiano Britto

    na verddade sao as duas coisas……..um habito novo que adquiri apos uma leitura da revista money e apos palestras do ANDRE BONA,……TANTO QUE ADQUIRI SEUS LIVROS ATRAVES DO ANDRE BONA. EM RESUMO, MINHA FORCA DE VONTADE E AJUDA DE ESPECIALISTAS ME AJUDAM MUITO.

    • Opa, fico feliz que tenha vindo por recomendação do André. Gosto muito do trabalho dele. Abração Cristiano.

  • Jaqueline

    identificar o hábito que desejamos eliminar e adquirir não é tarefa complicada ao meu ver. O complicado é você saber e mesmo assim você mesmo se detona!!! Tenho que trabalhar melhor meus hábitos e não ser influenciada pelas pessoas ou mercado.

    • Aí precisamos trabalhar outras questões como estabelecimento de prioridades, propósitos, administração de energia, entre outras coisas que vou lhe apresentando no decorrer do curso. Parabéns pela iniciativa Jaqueline.

  • Tamires Lana

    Quando envolve analise de si mesmo é sempre complicado, porém é necessário fazer para sair do fundo do poço.
    Ou nós conhecemos nosso limite ou irão impor o limite do mercado, e olha que impõe mesmo, sou uma parcela da lista do supermercado, vai com a lista pronta só coe sai com 50% da compra que não planejou , bem assim.
    Mudança de hábitos já …….

    • Falou e disse Tamires. Mudança de hábitos já… Só assim conseguiremos manter o foco e disciplina no que é importante. Abração e continue seus estudos.

  • José Carvalho

    Eu acho que alguns dos meus hábitos são influenciados principalmente colegas de trabalho e de estudo. Exemplos disso é o café, que eu tomava somente uma vez por dia há pouco tempo e agora tomo 3 vezes.

    • É preciso rever esses hábitos e fazer o que você sabe o que é bom pra si. Vamos sedimentando tais ideias ao longo desse curso. Parabéns pela iniciativa.

  • Jozenilza Ferreira

    Os meus hábitos são influenciados, pois apesar de levar o q quero, levo aquele que está em oferta no mercado. Exemplo, quero comprar um piso, vou dar preferencia para aqueles q estiverem um preço mais accessível.

    • Olá Jozenilza. Acho isso um bom hábito, na verdade, apesar de que nem sempre preço baixo é sinônimo de qualidade… Abração.

  • Yamamoto Yoshiko

    Meus hábitos financeiros foram adquiridos na minha primeira infancia quando a família lutava contra a fome. Desde muito cedo, meus pais demonstravam extrema preocupação com cada centavo gasto, pois éramos extremamente pobres. Na adolescência meu pai sempre repetia que não seria capaz de deixar aos filhos qualquer herança além da educação, mas que os filhos deviam fazer a sua parte estudando. Assim, (no meu caso, aos trancos e barrancos) todos nós irmãos formamos em faculdades públicas de renome e conseguimos bons empregos. Mas como nunca consigo ser disciplinada, nunca consegui ficar num emprego por muito tempo, com o que a incerteza do dia seguinte sempre me coibiu de gastar. Se hoje tenho pânico de gastar o que ganho, certamente não foi por decisão racional, mas porque sofri influências poderosas não só da família mas também devido a uma vida inteira de incerteza financeira.

    • Realmente, ter “traumas do passado” regendo as decisões financeiras não é nada bom. Olha @yamamotoyoshiko:disqus, pelo que estou vendo de seus depoimentos, você irá colher bons frutos se continuar abrindo meus próximos e-mails e vendo tudo o que tenho para oferecer. Abração.

  • DSL

    Não sou altamente influenciada porque não gasto além do que ganho, mas é claro que quando decido comprar algo acabo sofrendo a influência do mercado principalmente. 🙁

    • Olá @disqus_dcbCD1DtSi:disqus. Sofrer um pouco de influência não é o problema. O problema ocorre quando isso faz com que famílias gastem além da conta. Abração e continue seus estudos.

  • Luiz Claudio Ramos

    Meu maior gigante é o mercado, pois quando tem ofertas sou influenciado e acabo levando muitas coisa,fugindo assim do planejado.

    • É por isso que o autoconhecimento deve ser o passo inicial para conseguir fortalecer a si, e conseguir resistir às tentações do mercado. Agora, com esse curso, está nesse caminho @luizclaudioramos:disqus. Abração.

  • Bianca

    Comigo é meio a meio. Meus hábitos financeiros são fruto das minhas escolhas , mas as vezes me deixo influenciar pelo mercado!

    • Isso é normal @disqus_L4KknRdWCh:disqus. Mas é preciso que as influência não seja danosas para as finanças a ponto de fazer você se endividar. Abração, parabéns pela iniciativa e até a próxima aula.

  • Robson Lima

    Levo bastante em consideração sim, comerciais, anúncios. Mas várias escolhas são próprias.

    • Como sempre digo, @disqus_8xBmqtkp1S:disqus. O problema está quando as escolhas influenciadas pelo marketing prejudicam o bom andamento das finanças. Abração e continue seus estudos.

  • Melque

    Sou bastante criterioso em minhas compras mas juntamente com a influenciar pelo mercado, tenho também a influencia familiar. Abraço.

    • Olá Melque. Parabéns pela iniciativa e obrigado pela participação. Conto com seus comentários nas próximas aulas.

  • Rosiane Lima

    Na realidade, meus hábitos são influenciados, pois as pessoas ficam te “obrigando a comprar” e muitas vezes você se sente sem jeito de não comprar. Os amigos falam deixa de ser “mão de vaca”. Os lojistas tem convece que você nem percebe. Quando se dar conta já está todo endividado.

    • Isso é a mais pura verdade @disqus_BQp5zFNdaE:disqus. Há uma pressão muito grande para que sejamos consumistas, mas com esse curso verá que não precisar ser assim. Podemos ser os donos de nossas escolhas. Abração e continue os estudos.

  • Jaqueline Seabra

    Creio que hoje faço escolhas mais conscientes. Mudar hábitos é muito difícil, já que nem todas as pessoas têm informações sobre o quanto somos submetidos às manipulações do marketing.

    Por isso, penso que é bom sempre perguntarmos: eu preciso ou desejo isso? Se desejo, quem incutiu essa ideia na minha cabeça? Pode ter sido um amigo, um folheto promocional, o desejo de ter algo…Tenho feito essa reflexão antes de qualquer compra. Se o que eu tenho ainda dá para o gasto, pq tenho que comprar algo novo? Quem disse que TER é SER? Evitar a compra desnecessária além de ajudar nas finanças, ajuda também o meio ambiente, evita-se o lixo (eletrônico, por exemplo), assim como poluição e o esgotamento do planeta. Não seria esses bons argumentos para não comprar?

    • Olá @jaquelineseabra:disqus. Suas reflexões são bastante pertinentes. E as respostas estão dentro de você. Nas suas convicções, em suas prioridades, ou seja, no que é importante. No final das contas, como gastar o dinheiro deve refletir a pessoa que somos. E guardar dinheiro, significa, lááááá no fundo, podermos expressar o que há de melhor em nós. Abração.

  • valdecir xavier

    Obrigado professor. A vigilância deve ser permanente. Não é fácil por mais que estejamos buscando o consumo consciente.

    • Olá Valdeci, no caso a vigilância permanente, é por isso que é preciso cultivar BONS HÁBITOS. Eles nos permitem fazer o que é certo, quase que sem pensar. Abração e obrigado pelo comentário.

  • Kaka

    Meus hábitos com certeza vem dos meus pais já falecidos. Eles gastavam horrores.Eu cresci vendo isso! Agora no meu casamento tenho uma dificuldade terrível para tirar esses hábitos enraizados.Mais acredito que estudando sobre finanças e planejamento financeiro,assistindo boas vídeos aulas e lendo bastante que é o que eu amo fazer,vai me ajudar muito!

    • Olá Kaka. Só de ter iniciado esse curso, mostra que existe solução para esses problemas. A primeira coisa é reconhecer as falhas para poder saná-las. Abração e continue firme.

  • Ricardo

    Meus hábitos para consumo são na sua grande maioria conscientes, sendo as vezes influenciados pelo mercado ou pessoas mais próximas, não ultrapassando meus limites mas correndo o risco de ficar perto dele.

    • Olá Ricardo. É interessante que se faça essa auto-análise para realmente saber se as decisões de consumo/investimento estão realmente dando conta do que é IMPORTANTE. Parabéns pelo esforço e continue seus estudos.

  • Nelson Ismail

    Bom dia Prof. Elisson. Nos últimos meses venho trocando algumas marcas “tradicionais” por outras que ofereçam uma melhor relação preço – benefício. Esse novo hábito tem ajudado a fazer grandes poupanças.

    • Isso é muito bacana @nelsonismail:disqus. Às vezes compramos o mais caro por HÁBITO e não dos damos conta de que isso não é necessário. Tem muitos outros hábitos importantes de serem revistos, mas veremos isso mais adiante. Abração e continue seus estudos abrindo os próximos e-mails que vou enviar.

  • Marcello Sant Anna

    Ilustre Professor Elisson, bom dia!
    Parabéns pelas videos-aulas, elas são realmente muito interessantes. Finalmente alguém com coragem e muita sabedoria para nos ensinar de forma bem simples que a verdadeira prosperidade começa de dentro para fora. Muito obrigado.
    Acredito que em virtude de ter tido uma infância com muita dificuldade, isso me tornou um adulto com péssimos hábitos, principalmente financeiros. Sou extremamente imediatista não tenho paciência de esperar as coisas, sinto uma grande necessidade de que as coisas aconteçam logo. Daí minha grande dificuldade em me lançar em um desafio a longo prazo.
    Será que conseguirei mudar hábitos que estão enraizados por longos anos?

    • Olá @marcellosantanna:disqus. A grande questão é: vc confirmou o recebimento dos próximos e-mails? Se sim, faça todo o esforço para abri-los, pois terá muita coisa boa por lá. Quando terminar, volte a entrar em contato, dizendo se é ou não possível mudar esses hábitos antigos… OK? Abração e continue perseverando.

  • Raimundo Verazzani

    Procuro ser consciente em meus gastos familiar, mas volta e meia a coisa extrapola e me vejo em apuros partindo para o consignado.

    • Essa consciência de consumo deve se tornar um hábito, e verá como chegar lá abrindo todos os próximos e-mails que vou lhe enviar. Já confirmou seu cadastro? Abraços @raimundo_verazzani:disqus.

  • Marcia Sousa

    Melhorei meus hábitos no último ano porque as coisas ficaram bem difíceis… aprendi pela dor… mas vez ou outra ainda me deixo influenciar…

    • Momentos de crise são perfeitos para uma reflexão e mudança. Mas também é possível mudar por pura convicção e vamos treinar isso nos próximos e-mails @disqus_O5mSc2qHk3:disqus. Abração e parabéns pela iniciativa.

  • Sarah Sebe da Silva

    Sempre comprei muito por impulso, jogava fora muitas coisas que passava do prazo de validade.Tudo que meu neto queria,compra sem limite sempre usando o cartão.Hoje tenho me policiado muito e tenho certeza que vou chegar lá.

    • É isso aí @sarahsebedasilva:disqus. Mas se aprender algumas técnicas que tenho para lhe ensinar, tudo fica mais fácil. Abração e continue seus estudos.

  • Joanne Lwouyse

    Há dois anos, quando comecei a trabalhar, era muito consumista e influenciada por propagandas, entrava em um loja para comprar um produtos e saia com vários por influência dos vendedores e quando chegava em casa me arrependia das compras. Chegava o final do mês e nem sabia pra onde tinha ido meu dinheiro. Porém a 6 meses comecei a tentar mudar meus hábitos, diminuí a ida a shoppings, excluo todas a dezenas de emails de ofertas que chegam pra mim antes mesmo de ler, não saio mais com cartão de crédito, e se vejo alguma coisa que gostei muito, dou uma olhada no preço e volto pra casa pra pensar se preciso e se tenho como fazer aquela compra. Além disso, sempre levo um caderninho comigo pra anotar todos os meus gastos para tentar entender meus hábitos de consumo e fazer um planejamento para o mês seguinte. Já consigo até guardar algum dinheiro todo mês.

    • Belo exemplo de superação @joannelwouyse:disqus. Agora esse curso vai lhe dar algumas contribuições técnicas para que essa fase de prosperidade financeira torne-se ainda mais potente. Abração e continue seus estudos.

  • FABIO SOLTER

    Meus hábitos financeiros são influenciados grandemente pelos ouros membros da família !

    • Então será preciso rever esse comportamento @fabiosolter:disqus, pois não é nada salutar para as finanças e para a vida. Abração.

      • FABIO SOLTER

        é isso aí ! de passo em passo a gente chega ao objetivo !

        conhece a série de vídeos ” O século do Eu” ?

        Aqui vai o link: https://vimeo.com/album/2645505

  • Fernanda Silva

    Depois de várias escolhas erradas no passado, aprendi a não me deixar ser tão influenciada pelo mercado. Atualmente, minhas escolhas são bem conscientes. Claro que, com o bombardeio de propagandas é difícil não ser seduzido por determinado produto, porém só adquiro produtos/serviços que realmente são necessários e após muita pesquisa de preço, de funcionalidade…
    Ao ponto de alguns colegas me chamarem de “mão de vaca” justamente pq não saio comprando por impulso, não tenho o smartphone/gadget do momento nem compro roupas só por ser da marca x ou y.

    • Isso é uma libertação, Fernanda. Realmente a sociedade e pessoas próximas estranham quando alguém foge do padrão do consumismo. Mas é preciso lutar, TAMBÉM, contra isso. Abração.

  • Bárbara Stéfanni

    Meus hábitos, acredito, que boa parte ainda são influenciados pelas pessoas com quem convivo (família, namorado) e por ofertas e anúncios de PROMOÇÃO!

    • Sem problemas @brbarastfanni:disqus. Agora é continuar estudando para rever se isso está sendo ou não bom para você… Certamente, com bastante reflexão, encontrará as respostas. Abraços.

    • Lívia

      Para mim é exatamente igual, mas desejo mudar e melhorar!

  • Patrícia

    Meus hábitos são frutos de minhas escolhas, família e também de ofertas, promoções etc

    • Continue perseverando em seus estudos e vamos colocar tudo em ordem. Abraços @disqus_c1DoSXuPpv:disqus

  • Tambaqui Aqui

    Meus hábitos financeiro atualmente são frutos consciente e são altamente influenciados por pessoa com quem convivo.

    • Precisamos diminuir a segunda parte @tambaquiaqui:disqus , não é mesmo? Abraços.

  • Willian Costa

    Boa tarde, Professor.
    Os meus hábitos me corrija se estiver errado mais são hábitos conscientes porem por impulsos.
    Sinto desejo de consumir ou adquirir algo então consumo sem questionar se é realmente importante ou se naquele
    momento eu necessito, e na maioria das vezes são pequenas compras de valores como R$. 10,00 mais que no final do dia
    chega a R$.50,00….
    Este é um hábito que devo eliminar. E anotar tudo para que tenha um controle, do que já consumi e o hábito que estou
    adquirindo.

    • É isso aí @disqus_MMfJ2PxwEo:disqus. É refinando o autoconhecimento que faremos das finanças uma aliada. Abração.

  • Andreia Lourdes

    comprar algo por impulso ,as vezes ate pra saber que tenho estocado,devo elimonar,devo pegar o habito de comprar so o estritamente necessario.

    • Isso é muito importante @andreialourdes:disqus. Continue seus estudos e certamente irá melhorar outras dimensões da sua vida financeira. Abração.

  • Wyara Heckert

    Professor, achava até aqui que meus hábitos eram conscientes, mas agora consigo enxergar que muitas vezes sou influenciadas sim por pessoas e pelo mercado. Isso já vai me ajudar nessa mudança. Obrigada!

    • Sou eu quem agradeço o comentário por aqui @wyaraheckert:disqus. E continue abrindo os próximos emails que ou lhe enviar que em muita coisa boa por aí. Abraços.

  • Williams Nunes

    “Desejo” vem e vai embora. “Necessidade” fica. Por isso, na hora de comprar, descubra se aquilo é um desejo ou uma necessidade e use isto como opção para mudar seus hábitos.

    • É isso aí @williams_nunes:disqus. Parabéns pela contribuição. Abração.

  • Mariya Ohya

    Creio que na maioria das vezes sao adquiridos atraves da midia, propaganda ou ate mesmo informacao de uma amiga que ja consumiu o tal produto. Acho que somos todos influenciaveis com o Marketing da Propaganda!

    • Todos somos influenciados, de alguma forma, em algum grau. A questão é que isso não pode ser tão forte a ponto de atrapalhar o bom andamento das finanças. Abração @mariyaohya:disqus

  • lis

    Meus hábitos financeiros estavam muito influenciados por algumas pessoas do meu convívio diário, percebi isso recentemente e logo busquei corrigir, pois estava sendo contrário aos meus projetos de crescimento financeiro. Passei a me policiar mais nisso.

    • Quem sabe não consegue, em algum tempo, inspirar essas pessoas a também encontrarem o caminho das boas práticas financeiras? Abração.

  • Alan Navarro

    ótima aula, nunca tinha ouvido falar nesses estudos sobre consumo…..

    • Obrigado pelo comentário @alan_navarro:disqus. Abração e continue perseverando.

  • Mônica Silva

    Meus hábitos financeiros não só atuais,são frutos de uma ansiedade, uma compulsão que me leva a comprar comprar e comprar, mesmo sem necessitar e assim que termino de comprar, aquilo que comprei já não me satisfaz e preciso comprar novamente e é sempre assim.Qualquer problema que tenho, seja profissional ou emocional, me leva a sair comprando.

    • Olá @disqus_LLHX3Ty8tk:disqus. Vejo muita coragem de sua parte em assumir tal problema. Talvez esse seja um dos passos mais difíceis e importantes. Agora aconselho que aprove seu cadastro no email que enviamos, pois tem MUITA coisa boa por aí. Tenho CERTEZA que posso lhe ajudar. Abração.

  • Mauro São Paulino

    Acredito que muitos gastos desnecessários se devem a companhia de outras pessoas que te levam a sair para bares e festinhas que acabam fazendo voce gastar desnecessariamente, quando não deveria gastar, são hábitos de voee uma pessoa gastar e querer gastar também.

    • Por isso é tão importante REVER PARADIGMAS e TOMAR DECISÕES DE DENTRO PARA FORA. Talvez esses conceitos ainda lhe sejam pouco familiares, mas verá que aparecerão em breve em nossas discussões. Abração @maurosopaulino:disqus.

  • João Santo

    Meus hábitos financeiros atuais são satisfatórios apartir do dia que me impus a meta de não precisar nunca mais de empréstimo pessoal ou pagar juros. Apartir daí, tenho resistido à tentação de entrar em gastos desnecessários. Não tenho mais pressa de gastar!!! Com isso, tenho economizado!. Abri conta em uma corretora de valores imobiliários e passei a investir através dela em Títulos do Tesouro Nacional e em Fundos de investimento. Uso banco apenas para os pagamentos e recebimento. Até PGBL que tenho em banco, parei de contribuir. Parei de alimentar banco, para alimentar meu futuro financeiro.

    • Olá João. Vejo que está no caminho certo, mas estudar mais um pouquinho sobre hábitos certamente só irá acrescentar, não é mesmo? Vai ver que, além de hábitos, também trataremos de decisões e construção de novos paradigmas. Tem muito chão pela frente e estaremos juntos nessa. Abração.

  • Henrique Crescencio

    Muitos dos hábitos são inspirados por pessoas ao meu redor, por exemplo as vezes preciso economizar em determinado mês, porém alguém me chama para sair, dai então saio do meu orçamento.

    • Você tocou num ponto muito interessante @henriquecrescencio:disqus. Sofremos influência dos outros, mas isso não pode ser tão forte a ponto de atrapalhar nossas finanças. Trataremos muito disso na sequência de emails que vou lhe enviar. Abração.

  • Caio Victoriano Lopes

    Muitos dos meus hábitos estão ligados as emoções do momento. Se ocorre de alguma empresa lançar alguma promoção neste momento exato, posso ser influenciado a comprar o produto mesmo que não precise. Professor, já li este livro do Poder do Hábito, realmente me fez enxergar minha vida de outro jeito. Muito bom o video-aula. Estou gostando muito de estar nessa comunidade de pessoas que querer ter qualidade na vida e nas finanças.

    • Olá @caio_victoriano_lopes:disqus. Sou em quem agradeço sua participação no curso. Aguardo seus próximos comentários. Abração.

  • Viviane

    Sou muito boba em relação a dinheiro, gasto muito com os outros e não gasto nada comigo,quando vejo meu dinheiro já acabou não obtive nada em beneficio próprio, não terminei de pagar as contas e estou completamente no vermelho

    • Olá @disqus_ml0dInAOUH:disqus. Conheço muitas pessoas assim e na sequência dos e-mails que vou lhe enviar verá como poderei te ajudar de maneira definitiva. Continue abrindo os emails. Abraços.

  • Flávio Ricardo Tenorio de Oliv

    Gostaria de fazer um investimento para guardar dinheiro para a formação acadêmica dos meus filhos.
    Você poderia dar uma dica de investimento para esse fim.
    Muito obrigado e tenha uma ótima tarde!

    • Olá @flvioricardotenoriodeoliv:disqus. Acredito que Tesouro Direto pode ser uma boa opção. Abração.

  • Kátia

    Estou modificando meus hábitos em meu favor, porém ainda existe influencia do mercado. Nem sempre conseguimos perceber as pegadinhas a que já estamos habituados.

    • É por isso que as informações advindas da educação financeira são tão importantes, não é mesmo Kátia? Nos ajuda a não cair nessas armadilhas. Abraços.

  • Abílio Mostardinha

    Posso dizer que atualmente os meus hábitos financeiros são parte escolha realmente consciente, mas outra parte ainda me deixo influenciar por conselhos financeiros dos gerentes dos meus bancos, que nem sempre são os melhores.

    • Normal sofrer influências externas, @abliomostardinha:disqus. O problema é quando isso atrapalha a conquista de objetivos. Vamos aprender a dominar esses hábitos. Abração.

  • Gracinha Gracinha

    Meus hábitos na maioria são conscientes, mais as vezes tem influência de familiares.

    • Olá @gracinhagracinha:disqus. Como sempre digo, essas influências não podem ser decisivamente negativas. É preciso ficar de olho. Abraços.

  • Filipe Holler

    Devo admitir que tenho me deixado influênciar por pessoas, deve ser por tal motivo que estou no vermelho.. muito bom o video-aula. Abraços

    • Precisamos mudar isso Filipe. Espero que abra meus próximos e-mails, pois vem muita coisa boa por aí.

  • Otávia

    Sou muito vaidosa, então sou influenciada pelo mercado.

    • Agora é aprender a continuar sendo vaidosa, mas que isso não atrapalhe suas finanças, Otávia. Persevere.

  • Jeovana E Anderson Vaz

    Realmente , percebo que quando vamos ao supermercado para comprar exemplo 5 itens , no final ao passear pelos corredores acabamos quase que enchendo o carrinho . sendo assim muitas das escolhas influenciadas . abraço

    • Olá @jeovanaeandersonvaz:disqus. Essa é uma armadilha muito comum que precisamos conseguir dominar dentro de nosso cérebro. Existem técnicas para isso, e será preciso que continue abrindo meus próximos e-mails para saber como podemos ajudar. Abração e parabéns pela iniciativa.

  • João Paulo

    Meus hábitos tem influência de familiares.

    • Todos sofremos João… só não podemos deixar isso influenciar a ponto de comprometer as finanças. Abraços.

  • FERNANDA RANGEL

    meus habitos tem muita influencia do mercado, porem da minha famiia tambem amigos e ambiente q vivo.

    • Todos somos influenciados, @disqus_GXRmxNN7SO:disqus. Mas nossos hábitos, o que fazemos no dia a dia, não podem ser moldados pelos OUTROS. Precisamos nos encontrar, e é isso que ensino nos meus cursos. Abração e parabéns pela iniciativa.

  • valeria

    Com certeza influenciada pelo mercado e pessoas próximas!

  • Marcio

    meus hábitos são influenciados pela mídia e pela família.

    • Conhecer a si e o que nos influencia é o primeiro passo para tomarmos as rédeas da vida. Abraços Marcio.

  • Suzana

    Recebo muito oferta de roupas e sapatos que creio ser coincidências , mas acho que não , penso nossa ! Eles sabe o que gostam e me mandaram promoção ! Tenho que comprar !

    • Chega, agora que sabemos que somos vítimas, está na hora de assumir uma postura proativa. Abraços e continue seus estudos.

  • Suelen Rocha

    adoro roupas na promoção e tem uma loja que compro bastante e eles sempre enviam torpedos anunciando sobre promoções.. fazem questao de me avisarem srsrs

    • Comprar roupas não é um problema. Desde que isso não atrapalhe outros objetivos. Não é mesmo, @disqus_lnceH0bmUd:disqus?

  • Rachel Alves de Aguiar

    eu sou extremamente levada pelas publicidades de comida da tv ou de qualquer papel que venha a minha mão, gasto muito o meu dinheiro com besteiras como guloseimas e comidas que não são nada saudáveis, além de gastar muito com besteiras estou fazendo mau a minha saúde. Preciso parar com isso. Outra coisa, como anda a pé gasto muito as solas de meus sapatos, não faço um planejamento com relação a isso.

    • É preciso muita disciplina e racionalidade para gerenciar bem as finanças. Isso é fruto de um grande autoconhecimento e de bons hábitos financeiros. Nos próximos dias veremos como passar por todo esse processo, @rachelalvesdeaguiar:disqus. Abraços e parabéns por chegar até aqui.

      • Rachel Alves de Aguiar

        Obrigada professor, como sou professora as vezes acho que nunca ganharei muito com essa profissão.

        • A questão aqui, @rachelalvesdeaguiar:disqus, nem é se ganha muito ou pouco, mas se consegue administrar bem o que tem. Abraços….

  • Daniela Beatriz Thomaz Santos

    Boa noite, professor Elisson!
    O que tenho para relatar é que sou como a maior parte das pessoas, influenciada o tempo todo através da mídia e propagandas.Estas por sua vez fazem questão de esfregar na cara da gente que o importante é ter. Fato este que contribui para o endividamento pessoal, pois na maioria das vezes compramos por impulso e não por necessidade.
    Um grande abraco!

    • Olá @danielabeatrizthomazsantos:disqus. Com educação financeira, que significa em uma mudança total na maneira de pensar sobre dinheiro, o controle sobre os gastos vira algo NATURAL. É isso que iremos fortalecer nos próximos e-mails que receber. Forte abraço.

  • Suzete Santos

    Percebo que muitas das aquisições são feitas por impulso, sem atentar e refletir para a real necessidade do que foi adquirido

    • Agora precisamos aprender a lidar com isso, não é mesmo @suzete_santos:disqus? E estou aqui para ajudá-la. Abraços.

  • Oscar Finkler Tancredi

    Antes de tomar qualquer decisão no sentido de comprar, adquirir um bem ou serviço , é preciso se perguntar de sua real necessidade! Em caso de dúvida, faça o tempo falar por você, ele geralmente é um bom conselheiro, deixe a compra para mais tarde e assim ela se realizará de forma mais madura e consciente.

    • Essa é uma excelente técnica @oscarfinklertancredi:disqus. Consumo consciente é a questão chave. Abraços.

  • Atualmente procuro sempre fazer uma refeição antes de ir ao supermercado, isso modera o consumo….senão é loucura. Ahh e tentar seguir a listinha e também definir o cardápio antes.

    • Olá @disqus_TzDjOOw5Y5:disqus. Esses são artifícios bastante úteis para frear o consumo por impulso. Valeu pela dica.

  • Tiago Martins

    Vendo esse vídeo cheguei a conclusão que meus hábitos são altamente influenciados pelas pessoas e pelo mercado em si, tenho que mudar isso o mais rápido possível…

    • É isso aí @disqus_2mcRNhH1aX:disqus. Primeiro reconhecer como nossos paradigmas financeiros foram criados, e agora é reprogramar tudo isso. Abração e parabéns pelo esforço.

  • jansen

    Com certeza nossos hábitos são influenciados pelos que estão em nossa volta. Eu mesmo já fiz péssimas compras e tomei péssimas decisões influenciados por família e amigos!

    • Todos nós já fizemos isso. O negócio é diminuir a quantidade de más decisões. Abração Jensen.

  • Sérgio Barilari

    Tenho percebido que meus hábitos financeiros são muito influenciados por amigo, família e mídia. Algumas influências da mídia estou conseguindo escapar, mas das influências dos amigos e familiares está bem difícil. Mas não vou desistir de adquirir bons hábitos e vou lutar para persistir as más influências…

    • É isso aí @srgiobarilari:disqus. Tenho muitas técnicas para fazer desse processo algo eficaz e menos doloroso. Continue acompanhando nossos materiais.

  • Walter Aquino da Silva

    Sabemos que a maioria das nossas compras são por impulso. Pego um exemplo de como esto me controlando: Quero trocar de celular a quase dois meses pois possuo um Moto G 1ª geração e ele começou a travar. Desde que comecei a acompanhar efetivamente o mercado e a controlar meus gastos e as compras, comecei a realizar uma pergunta antes de qualquer compra: esta aquisição é realmente necessária ? Consigo postergar a mesma sem nenhum malefício às minhas atividades ? Existirá no curto para possibilidade de adquirir o bem a um preço menos ? Pois bem, estou esperando Black Friday em novembro para comprar o Morto X Play. A mesma estou fazendo com o notebook. Este é um dos caminhos, correto ?

    • Olá @walteraquinodasilva:disqus. Pensar em novas possibilidades é sempre bom. Gostei dessas perguntas e acho que vão lhe ajudar muito se colocá-las em várias questões de sua vida. Um forte abraço, parabéns pela iniciativa e obrigado por compartilhar seu caso pessoal.

  • Sonia Vitoria Ramalho

    Escolhas conscientes

  • Thiago Moraes Vilela

    Neste caso uso mais a razão para comprar, controlo as emoções e faço escolhas conscientes.

    • Muito bem @thiagomoraesvilela:disqus. Agora é continuar estudando para refinar outros hábitos. Abração.

  • Luciara Carregosa Reis

    agora estou tentando fazer escolhas conscientes,mas durante muito tempo fiz escolhas influenciadas por outras pessoas

    • Mudar é sempre bom, não é mesmo @luciaracarregosareis:disqus. Apesar de não ser nada fácil…

  • Valderlucio Martins Neves

    Já por várias vezes caí nessa armadilha de se deixar influenciar por pessoas e o mercado. Mesmo agora, mais consciente financeiramente, ainda me pego fazendo ruins escolhas.

    • Olá @valderluciomartinsneves:disqus. A questão é crescer SEMPRE, refinar o processo de escolhas e ir fazendo com que elas sejam sempre próximas aos seus objetivos. Abraços e continue seus estudos.

  • Ricardo Vieira Dantas

    Todos os meus hábitos são determinados por mim. Costumo pesquisar antes da tomada de decisão.

  • amanda teixeira

    Meus hábitos estão sendo influenciados pelos outros… Uso muita tecnologia, o que me mapeia demais. Tenho decisões próprias, mas poderia pensar um pouco mais a respeito antes de aplicar valores.

    • É preciso rever paradigmas e incorporar bons hábitos e boas decisões. É isso que ensino. Abraços.

  • Antônio Celso

    Olá, Prof. Elisson! Eu posso afirmar sem receio que estou com meio caminho andado…reflito bastatne sobre minhas decisões de compra, mas sei também que ainda há pontos para melhoria – ainda me deixo influenciar, sim, pela propaganda e pelos velhos hábitos…

    • Todos nos deixamos influenciar @antniocelso:disqus. Todavia, isso não pode ser a ponto de prejudicar nossas finanças e a conquista de objetivos. Abração.

  • Jean Carlos

    A cada real gasto eu reflito sobre minhas escolhas, penso
    no seguinte: “Isso está me aproximando dos meus objetivos?”. Mas
    também não deixo de viver minha vida nem sou uma pessoa avarenta, mas tenho
    convicção que sou sensato e que gasta cada real de maneira consciente. 🙂

    • Meus parabéns @disqus_Cp4KAz7asG:disqus. Isso não é fácil de encontrar hoje em dia!!!!! Abraços.

  • Aline Michelle

    Boa tarde, prof Elisson. Não sou influenciada pelo mercado, pois prezo meus gostos, não gosto de modismos e não costumo parecer para pertencer. Todavia, meus hábitos foram adquiridos do convívio com minha mãe (que sem escolaridade ou renda, passou a vida no lar e, por vezes, recebendo pensão alimentícia) – embora seja pos graduada, intelectualizada e defensora do contrário – e, costumo delegar responsabilidades financeiras ao meu marido. Há poucos meses, depois de analisar a fundo as reclamações do maridão, percebi tal influencia e vim buscar seu curso para me encaminhar nesse processo de mudança comportamental. Estou adorando este bonus e pretendo continuar (costumo ser verdadeira nas respostas e creio que isso é compromisso!)

    • É isso aí @aline_michelle:disqus. Aceitar mudanças é uma prova de grandeza. Espero que mantenha-se firme nos estudos. Um forte abraço.

  • Monique Faure

    Sem duvida observando o que foi dito na segunda aula, dos hábitos financeiros que posso identificar em mim talvez não haja mais que 15% de escolhas conscientes.

    • Conhecer a si é o primeiro passo para a mudança, @moniquefaure:disqus. Abração.

  • Augusto Cezar Filho

    Meus hábitos financeiros já foram bem mais influenciados pelo mercado. Atualmente, venho conseguindo alterar tal poder de influência do mercado nas minhas decisões, mesmo que isso seja de forma lenta.
    Acredito muito que os meus hábitos financeiros sejam relativamente frágeis, principalmente, por causa das pessoas com quem sempre convivi, por exemplo, meu pai.

    • Agora precisamos “reprogramar” isso tudo @augustocezarfilho:disqus. Persevere nos estudos que temos muita coisa boa por vir. Abração.

  • Cássio Pedro

    Meus hábitos financeiros não são influenciados pelo mercado. Sempre busquei adquirir qualquer produto dentro da minha necessidade, mas preciso melhorar referente a materiais tecnológicos pois procuro sempre buscar uma qualidade melhor.

    • Não há mal nenhum em consumir o que gosta. Só não pode deixar o consumo ATRAPALHAR a conquista de objetivos mais importantes. Abração. @cssiopedro:disqus

  • Regis

    Gostaria de eliminar cartões de créditos e compras parceladas. Mesmo as essenciais.
    Poupar dinheiro. Sem precisar utilizar para emergências .

  • Jhanyne

    Bom, acredito que eu seja bem pratica na hora da compra, pois penso bem antes de compras, pensando tbm se esse objeto vai ser mesmo utilizado ou ficará jogado… não gosto de acumular coisas em casa, então acho que sou bem objetiva nesse aspecto.

    • Isso é muito bom. Mas também é sempre bom melhorar os próprios hábitos para evoluir. Abração

  • Andre Luiz Azevedo

    Adquiri o hábito de não comprar em um único lugar, Muitas vezes atraso a compra de algo aguardando passar novamente onde estava mais em conta. Ultimamente tenho comprado somente o necessário.

    • Isso é muito bom @andreluizazevedo:disqus. Agora é conciliar investimentos com objetivos para potencializar seus resultados. Abração.

  • Mariana

    Meus hábitos são altamente influenciados pelo mercado e pessoas com quem convivo!

    • Então está na hora de pensar em MUDANÇAS, não é mesmo @disqus_4MWQrhJ2He:disqus? Abração e continue seus estudos.

  • Karina

    Meus hábitos são influenciados pelos mercado!

    • Olá karina. Então está na hora de trabalharmos isso. Continue seus estudos… Abraços.

  • Hugo Guimarães Alves

    Meus hábitos são influenciados pelas pessoas e pelo mercado. Porém, vejo uma oportunidade de reverter essa situação e adquirir novos hábitos, pois estou me cansando muito em breve.

    • É para isso que estamos aqui @hugoguimaresalves:disqus. Para lhe dar as ferramentas necessárias para a mudança definitiva de rumo financeiro. Agora esse é um caminho sem volta. Abraços.

  • Melissa Mandaloufas

    Meus hábitos são fruto das necessidades cotidianas familiares, ou agora, relacionados também, às necessidades da minha empresa

    • Precisamos trabalhar que seus hábitos sejam frutos de suas prioridades pessoais e familiares. Um abraço @melissamandaloufas:disqus.

  • Melissa Mandaloufas

    Você acredita que não devo priorizar os investimentos na minha empresa?

  • Melissa Mandaloufas

    eu sou muito chata em relação a compras. compro somente o que preciso SEMPRE. valorizo muito cada centavo que ganho e não gasto meu dinheiro com besteiras

    • Olá @melissamandaloufas:disqus. Saber o que é IMPORTANTE significa um intenso processo de autoconhecimento, que não se restringe a algumas pequenas dicas. É isso que ensino e que os próximos e-mail que irá receber oferecem. Um forte abraço e conte comigo.

  • DESIREE

    Minhas compras nem sempre são escolhas conscientes, me influencio pelo mercado

    • Então está na hora de mudar isso, não é mesmo @disqus_5mLV5hGHdY:disqus? Continue seus estudos que temos uma gama enorme de informações sobre como mudar esse cenário. Forte abraço.

  • Janaina Avelar

    Confesso que meus hábitos financeiros em alguns momentos ainda oscilam por influências de pessoas ao meu redor, e um pouco pelo mercado.

    • Então, vamos mudar esse jogo @janainaavelar:disqus. Estamos aqui para ajudar.

  • Marcus

    Depois desta vídeo aula tive oportunidade de perceber que está clara a influência de terceiros meus hábitos financeiros, nem tanto pelo mercado, mas as pessoas próximas conseguem me influenciar bastante.

    • Isso não é necessariamente ruim. O problema é essa influência ser a tal ponto que faça com que as finanças fiquem em desordem… Vamos trabalhar bastante essa força interior. Abraços.

Hábitos Financeiros
Desenvolvimento e Hospedagem
eCliente Informática